terça-feira, maio 04, 2010

10 comentários:

Erica disse...

O Urban Skechers Portugal gostaria de o convidar a fazer parte da nossa "seita" de desenhadores activos em cadernos. Que me diz?

Manuel San-Payo disse...

Hmmm...Vou pensar...Acho basicamente que o Urban Sketchers Portugal é uma grande confusão, infelizmente... comparado com o Urban Sketchers (Internacional?)
Acho que há falta de critério (e de qualidade) na escolha de sketchers...

Erica disse...

Pois...
Mas se resolver que sim, envie um mail para diariosgraficos@gmail.com para o Mário mandar o convite do blog.

Eduardo Salavisa disse...

O único critério para se colaborar no USKPortugal é desenhar num caderno com frequência. Queremos incentivar o acto de desenhar. Os que têm qualidade sobressaiem, os outros talvez com a persistência acabem por ter qualidade.

almajecta02 disse...

como é possível uma página ser tão diferente da outra? Quase aparentam ser de autores diferentes, bem sei que os estados de alma variam muito, coisas que acontecem.

Erica disse...

É isso aí Eduardo!
Vá lá senhor Manuel, não seja tão burguês e junte-se à matilha. ;)

almajecta02 disse...

Mas uma antropologia da imagem parece ter sido sugerida somente pelo livro de 2001 [Bild-Anthropologie: Entwürfe für eine Bildwissenschaft - Antropologia da imagem: esboços para uma ciência da imagem]. Creio que a práxis humana da imagem é o verdadeiro tema desde o início. A ela pertencem rituais imagéticos, iconoclasmo etc. Antes de tudo, o tema aqui é a diferença, bem como a interacção, entre imagens endógenas e exógenas, é como as denomino, na antropologia da imagem.
HB

Manuel San-Payo disse...

Quanto à diferença das páginas só me apetece ser pretencioso e citar o Pablito (se não me engano e seria em espanhol ou em francês): Deus teve estilo, quando criou o gato e o pássaro? Em inglês soa mesmo bem: "has God a stile?" (mesmo macaco o Pablito, não era?)

Manuel San-Payo disse...

Quanto aos cadernos... Não é o caderno que faz um bom desenho, (nem mesmo um Moleskine) assim como não é uma boa máquina de fotografar que faz um bom fotógrafo (Daniel Blaufuks, citado de memória)
Acho que há para aí muita confusão... e muito (e mau) desenho e poucas ideias (aqui estou a citar o Corbusier, por sinal fervoroso adepto dos diários ele também, como é do conhecimento geral)

almajecta02 disse...

quanto ás diferenças de páginas, à vontade, estais em casa, já no tocante ao grande pablito bem sabeis o que são génios.
Sobre Deus, um não aluno da universidade de munique na linha de Wölfflin, Sedlmayr e Belting, é um estiloso naturalista realista contra o modernismo.

Seguidores